quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Festa de São José em Angicos

A administração municipal de Angicos caminha para um impasse.
Durante o carnaval recém-terminado, a Prefeitura se eximiu de realizar investimentos, a pretexto de se manter em sintonia com o teor de recomendações de organismos como o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Ministério Público Estadual (MPE).
Durante o período da folia, gastar dinheiro público seria interpretado como uma incongruência, pelo fato de Angicos encontrar-se no rol de cidades alcançadas pelo decreto de situação de emergência, por conta do panorama de seca, editado pelo Governo do Estado.
Porém, em março a cidade prepara-se para vivenciar a festa maior de seu padroeiro, São José, evento que é considerado o de maior expressão do município e um dos principais de toda a região Central do RN.
Em tese, como o cenário de estiagem só agrava-se, o município deverá novamente abster-se de promover gastos durante a festividade em honra ao padroeiro.
Entretanto, pessoas próximas ao prefeito da cidade, Expedito Edilson Chimbinha Júnior, “Júnior Batista” (DEM) - foto -, advogam que o poder público não poderá se furtar a dar sua contribuição à celebração festiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário